Início » Desejar uma só coisa

Desejar uma só coisa

Pai que estás no Céu, o que somos sem Ti? 
O que é tudo que sabemos, vasto acúmulo que seja, 
se não fragmentos soltos se não conhecemos a Ti! 
O que é todo o nosso esforço, mesmo que abrangesse o mundo todo, 
se não um trabalho mal terminado se não conhecemos a Ti! 

Tu és o Único que é um e que é tudo! 
Dá-nos, portanto, para nossa mente a sabedoria de compreender essa única coisa; 
ao coração a sinceridade para receber este entendimento; 
a nossa vontade, a pureza de desejar uma só coisa. 
Na prosperidade, dá-nos grande perseverança para desejar uma só coisa; 
em meio às distrações, a tranquilide para desejar uma só coisa; 
em meio ao sofrimento, a paciência para desejar uma só coisa. 

Tu, que dás tanto o início como o fim, 
dá a Tua vitória no dia da necessidade 
para que nem nosso desejo ardente 
nem nossa mais determinada intenção possa nos ater, 
Mas que nos seja outorgado mesmo no pesar do arrependimento: 
O desejar uma só coisa.


Escrito por Søren Kierkegaard, escritor dinamarquês e pai do existencialismo cristão. Traduzido do inglês por Rilson Guedes para o Narniano Existencialista.