Início » Sobre ser Narniano

Sobre ser Narniano

“Se eu encontro em mim um desejo que nenhuma experiência desse mundo possa satisfazer, a explicação mais provável é que eu fui feito para um outro mundo.”C. S. Lewis

O Narniano foi fundado em 2017 com a missão de trazer conteúdo de qualidade através de notícias do mundo cristão, reflexões centradas nas Escrituras e biografias de personagens da história da Igreja.

Temos o propósito de falar da vida diária através das lentes da fé cristã. Pois acreditamos, assim como Abraham Kuyper, que “não há um único centímetro quadrado, em todos os domínios de nossa existência, sobre os quais Cristo, que é soberano sobre tudo, não clame: ‘É meu!’”. E, assim como C. S. Lewis, cremos que o cristianismo é como o sol, “não apenas porque o vemos, mas porque vemos todas as coisas através dele”.

Portanto, buscamos trazer conteúdo com integridade, de forma simples e com o propósito de glorificar o nome do Senhor. Pois acreditamos que tanto o jornalismo quanto as comunicações digitais são presentes de Deus que devem ser utilizados com sabedoria. E que trazer informação e conhecimento sobre o que está acontecendo no mundo é um serviço de amor, baseado no mandamento de Cristo.

Por Nárnia e por Aslam!


Mas você pode perguntar o por quê desse nome

Quando o site foi criado, ele tinha o nome inicial de ‘Narniano Existencialista’, pois o jovem estudante de jornalismo que o fundou acreditava que este nome tinha a ver com visão e sentido. Além, claro, da referência a saga ‘As Crônicas de Nárnia’ de C. S. Lewis e aos livros de Kierkegaard, pai do existencialismo cristão.

Num certo momento, se chegou a definição de que um narniano existencialista é um cristão encantado com a magnificente, numinosa e incomparável natureza do Leão da Tribo de Judá. Que tem a Estrela da Manhã como seu sol de cada dia, que ilumina a todas as coisas sobre as quais medita de dia e de noite. É um cristão que sabe que sua vida não deve ser vivida para si mesmo, e sabe que não pode salvar-se a si mesmo. Só a graça de Cristo lhe satisfaz. Só o amor do Filho o inspira a viver. Pois Ele é o Rei que tem toda a História em suas mãos e que em breve voltará.

Com o tempo, apenas o termo Narniano foi preferido, já que ele consegue expressar bem a mensagem inicial.