Início » 9 coisas que você deveria saber sobre Nárnia

9 coisas que você deveria saber sobre Nárnia

‘As Crônicas de Nárnia’ já possuem mais de 120 milhões de cópias vendidas mundialmente em mais de 40 idiomas. Aqui estão nove coisas que você deveria saber sobre a série escrita por C. S. Lewis:

1. O nome ‘Nárnia’ vem do latim, e faz referência a uma cidade italiana chamada atualmente de Narni, mas que já foi chamada de ‘Nárnia’ pelos romanos.

2. A primeira vez que Lewis pensou em escrever Nárnia foi no ano de 1939, mas ele só terminou de escrever o primeiro livro (“O leão, a feiticeira e o guarda-roupa”), uma década depois, em 1949. Lewis conta que: “A ideia de um Leão começou com a imagem de um fauno carregando um guarda-chuva e alguns pacotes sob uma floresta nevada. A imagem foi carregada por minha memória desde que eu tinha dezesseis anos. Até que um dia, quando eu tinha quarenta anos, eu disse a mim mesmo: ‘Vamos tentar fazer uma história sobre isso’.”

3. Lewis acreditava que a série deveria ser lida na ordem cronológica dos eventos narrados através dos livros. Mas a maioria dos leitores, críticos e acadêmicos acredita que eles deveriam ser lidos na ordem em que foram publicados: “O leão, a feiticeira e o guarda-roupa” (1950), “Príncipe Caspian” (1951), “A viagem do peregrino da alvorada” (1952), “A cadeira de prata” (1953), “O cavalo e o seu menino” (1954), “O sobrinho do mago” (1955) e “A última batalha” (1956).

4. O nome de ‘Aslam’ vem da palavra turca para ‘leão’.

5. Ainda que Aslam tenha aparecido em todas as crônicas, ele não estava no primeiro rascunho para “O leão, a feiticeira e o guarda-roupa”, que foi publicado um ano depois.

6. O personagem Brejeiro, um dos principais de “A cadeira de prata”, foi baseado na pessoa de Fred Paxford, que trabalhou como jardineiro e cozinheiro ocasional por trinta anos em The Kilns, a casa onde Lewis morava em Oxford. Douglas Gresham o descreveu como “um homem simples e pé no chão que poderia ser chamado de um eterno pessimista alegre”. Se alguém dissesse um ‘bom dia’ pra Paxford, ele provavelmente responderia com “Ah, parece que vai chover antes do almoço. Isso se não nevar ou cair granizo!”

7. Lewis demorou oito anos para completar a série de livros. Mas passou apenas três meses escrevendo “O leão, a feiticeira e o guarda-roupa”.

8. Ainda que existam muitos mapas de Nárnia disponíveis, um mapa ‘oficial’ foi publicado após a morte de Lewis, em 1972, pela ilustradora da série de livros, Pauline Baynes.

Mapa desenhado por Pauline Baynes

9. Lewis gostava de responder todas as cartas que recebia, principalmente de crianças. Em uma dessas cartas, dirigida a um menino de cinco anos, ele explica que Aslam não foi criado simplesmente para representar a Jesus na história de Nárnia. Mas que ele era resultado de imaginar “o que aconteceria se houvesse um mundo como Nárnia, onde o Filho de Deus, da mesma forma que se fez Homem em nosso mundo, se fizesse Leão lá, e ver como as coisas se desenrolariam.”


Traduzido e adaptado por Rilson Guedes para o NarnianoTexto original de Joe Carter.