Início » 8 coisas que você deveria saber sobre o Dia de Ação de Graças

8 coisas que você deveria saber sobre o Dia de Ação de Graças

Nesta quinta-feira milhões de famílias se reunirão para celebrar o Dia de Ação de Graças (Thanksgiving) e agradecer pelas bênçãos do ano nos Estados Unidos. E na sexta ocorrerá a sexta-feira negra (Black Friday), com promoções por parte do comércio. Mas a história desse feriado é pouco conhecida no Brasil. Aqui estão 8 coisas que você deveria saber sobre esta data.

  1. A história do Thanksgiving tem a ver com a chegada dos primeiros assentamentos permanentes nos Estados Unidos. Tradicionalmente, se atribui a primeira comemoração de Ação de Graças a um grupo de 35 puritanos que chegaram no que hoje conhecemos como Estados Unidos no navio Mayflower. Eles buscavam fugir da corrupção e da perseguição da igreja na Inglaterra e exercer uma fé mais bíblica nas Américas. Mas após passar por colheiras fracas e diversas dificuldades para se estabelecer no novo mundo, nativos americanos os ajudaram e as colheiras finalmente se tornaram frutíferas. Por isso, o Governador William Bradford convocou os peregrinos e as tribos da região de Plymouth para celebrarem em Ação de Graças em 1621. Este foi o início de uma colônia que logo atraiu cada vez mais puritanos da Inglaterra para a região. E é o começo da celebração que continua até hoje.
  2. Durante a Ação de Graças em Plymouth, participaram 52 peregrinos e 50 nativos americanos. E segundo o participante Edward Winslow, a festa consistiu na partilha de milho, cevada, aves (incluindo perus selvagens) e carne de veado. Até hoje o peru é parte tradicional da festa.
  3. Entretanto, este não foi o primeiro culto da Ação de Graças dos Estados Unidos. Em 1598, uma festa foi celebrada em El Paso, no Texas. E em 1619, uma celebração semelhante ocorreu na Virginia. Mas a festa dos peregrinos com os nativos americanos é geralmente citada como a que iniciou a tradição.
  4. O presidente George Washington foi o primeiro a proclamar o dia de Ação de Graças no país. No ano de 1789 em Nova Iorque, ele proclamou a quinta 26 de novembro como um dia de ‘ação de graças pública’ em devoção ao ‘serviço do grande e glorioso Ser que é Autor beneficente de todo o bem que existiu, que existe e que existirá.’ Mas outros políticos, como Thomas Jefferson, foram contra o estabelecimento do feriado por ser uma data religiosa.
  5. O feriado, então, só foi oficializado nacionalmente através da campanha realizada pela escritora Sarah Josepha Hale. Ela percebeu que a comemoração era comum em alguns estados mas era totalmente desconhecida em outros. E advogou pelo estabelecimento do feriado nacional durante 17 anos até que convenceu o presidente Abraham Lincoln a apoiar a sua legislação em 1863.
  6. A origem do termo ‘sexta-feira negra’ (Black Friday) é disputada. Se sabe que o dia após a Ação de Graças é quando os comércios fazem promoções e queimas de estoque para tirar as contas do vermelho e deixar elas com o preto (ou seja, no positivo), preparando os estoques para o Natal. E que a tradição de fazer promoções neste dia se iniciou provavelmente na década de 50. Se acredita que o nome só tenha se tornado popular depois da publicação do jornalista Joseph Barrett, que disse que o dia era uma ‘sexta-feira negra’ (Black Friday) por causa do trânsito imenso que se formava na cidade, e o termo se espalhou por meio da mídia.
  7. Desde os anos 1870 existe a tradição dos presidentes receberem perus de presente dos eleitores nos Estados Unidos. Um século depois, a primeira dama Patricia Nixon iniciou a tradição de deixar um dos perus vivos e doar para uma fazenda. Tradição que foi oficializada pelo presidente George Bush (pai) em 1989. E é celebrada até hoje.
  8. Para os cristãos, o dia de Ação de Graças é mais do que uma celebração, mas um estilo de vida. Como observa o teólogo David Mathis, o apóstolo Paulo encoraja os cristãos a viverem uma vida de Ação de Graças pelo que o Senhor fez em suas vidas.

“E agora, assim como aceitaram Cristo Jesus como Senhor, continuem a segui-lo.Aprofundem nele suas raízes e sobre ele edifiquem sua vida. Então sua fé se fortalecerá na verdade que lhes foi ensinada, e vocês transbordarão de gratidão.” Colossenses 2:6,7

“Perseverai em oração, velando nela com ação de graças.” Colossenses 4:2

Marcações: