Início » Igrejas doam cilindros de oxigênio e outros materiais para hospitais em Manaus

Igrejas doam cilindros de oxigênio e outros materiais para hospitais em Manaus

No meio a pandemia de coronavírus, dezenas de pessoas perderam sua vida após o colapso do sistema de saúde em Manaus, maior metrópole da Amazônia. Se em 2020, Manaus havia realizado o enterro de 1.285 vítimas confirmadas de Covid-19, apenas nos 14 primeiros dias de janeiro de 2021, os enterros já eram mais da metade dos contabilizados no ano inteiro passado por causa da enfermidade. Esta situação forçou médicos a terem que decidir entre os pacientes que poderiam ou não poderiam ser salvos naquele momento. E, por este motivo, diversas igrejas dediciram colaborar com doações de cilindros de oxigêncio para a cidade.

Entre elas, a Igreja Deus é Amor anunciou que, através da sua Fundação Reviver, estaria enviando cilindros e materiais necessários para os hospitais da região. Foi informado que a Fundação está em contato com a secretaria de saúde sobre as principais necessidades hospitalares e que a Força Aérea Brasileira (FAB) se disponibilizou a levar o material sem custo para a capital amazonense.

“Não estamos de braços cruzados. Estamos despendendo todo esforço para ajudar à população que tanto precisa de socorro nesse momento crítico”, disse Léia Miranda, uma das líderes da instituição, em comunicado.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), através do arcebispo da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, também divulgou uma doação de cilindros de oxigênio para Manaus. ”Queridos irmãos e irmãs, junto ao Regional Norte 1 da CNBB, enviamos cilindros de oxigênio a Manaus. Além das orações por nosso povo, agradecemos e abençoamos todas as iniciativas em favor dos que sofrem”, disse ele em seu Instagram. Além disso, o arcebispo do Amazonas, dom Leonardo Steiner, fez um apelo em vídeo por doações à cidade: “pelo amor de Deus, nos enviem oxigênio, providenciem oxigênio”.

E por último, a Igreja Universal do Reino de Deus também anunciou que estaria fazendo doações na última quinta-feira (15). Foram entregues itens essenciais para o atendimento médico, como 5 mil pares de luvas cirúrgicas, 3 mil máscaras e mil toucas. Além disso, voluntários ajudaram no transporte de cilindros de oxigênio durante as doações. E além dos insumos, voluntários da igreja também entregaram lanches aos acompanhantes que estavam nos hospitais.

“A realidade está bem crítica. São muitas pessoas precisando de atendimento, do socorro rápido e, realmente, o sistema de saúde daqui colapsou. O que mais estão precisando são luvas cirúrgicas, máscaras, aventais, toucas, propés e água mineral”, explicou o Bispo Edson Dieter de Oliveira, responsável pela Universal no Amazonas.

Este movimento não deve surpreender, já que um estudo realizado pelo Invisible College para medir como igrejas e pastores estão agindo durante a pandemia global do Covid-19 constatou que mesmo igrejas que não tinham trabalho social passaram a se engajar com projetos sociais após o início da pandemia.

No momento, centenas de pacientes de Manaus estão sendo transferidos de Manaus para outros estados do país enquanto a situação não se normaliza.