Início » WandaVision e a sinistra natureza que criamos para nós mesmos

WandaVision e a sinistra natureza que criamos para nós mesmos

Algo fala que a nossa realidade não é o que deveria ser. E talvez estejamos, assim como Wanda, envoltos em uma realidade que nós mesmos criamos e da qual não sabemos como escapar. Na série da Disney+, ‘WandaVision’, estreada em janeiro deste ano, vemos a vida de Wanda Maximoff como ela queria que tivesse sido, juntando suas memórias de sitcons, aos quais assistia na infância, juntamente com o desejo de ter o Visão, o amor de sua vida, ao seu lado, depois de ter perdido a ele durante a invasão de Thanos a Wakanda em ‘Vingadores: Guerra Infinita’.

Por meio de seus poderes mágicos, ela cria uma realidade ao redor de uma cidade onde teria a vida perfeita, mas não demora para percebermos que algo sinistro e pouco heróico estava acontecendo ali. Os personagens secundários agem como se estivessem sido controlados por alguém e demostram sofrimento por estar vivendo na mentira criada por uma outra pessoa.

No desenrolar da série, aquela bolha criada por seu desespero e por seu luto é atravessada pelas ações da S. W. O. R. D. (agência de segurança, cujo significado é ‘espada’ em inglês), que anda investigando as consequências da realidade criada pela feiticeira de Sokovia. E o próprio Visão, o propósito dela ter criado aquele mundo, vai descobrindo que aquela não era a vida que eles deveriam estar vivendo, e que aquilo estava na verdade custando muito além do que deveria a muitos. Desta forma, cada dia se torna mais difícil manter a falsa realidade, e vemos que dessa forma vai chegando o dia em que a própria Wanda teria que lidar com aquilo.

Somos todos Wanda?

Será que muitas vezes não agimos da mesma forma que a personagem da Marvel? Inventamos pra nós um passado que não tínhamos, negamos algo porque não queremos ter que lidar com a dor daquela realidade, ou fugimos das consequências porque preferimos ficar no conforto da vida que inventamos para nós mesmos?

Em WandaVision, os efeitos da criação da falsa realidade feita por Wanda é bastante visual e em alguns momentos choca pela brutalidade do sofrimento dos habitantes de Westview, que choram e imploram por se livrarem daquilo. Mas quantas vezes não podemos estar causando um sofrimento semelhante a alguém por não querer admitir as consequências de nossos atos ou por querer fugir da dor? Quantas vezes usamos nossos poderes de persuasão para enganar e mentir, em vez de falar a verdade e curar feridas?

A vida de Wanda foi trágica. Seus pais morreram na guerra. Seu irmão morreu no ataque de Ultron. Ela acidentalmente matou 27 pessoas tentando evitar um ataque da Hidra na Nigéria. E ela precisou sacrificar o seu amado para salvar o mundo da megalomania de Thanos. O sofrimento dela é compreensível. Mas, enquanto ela não pudesse viver o luto, ela não poderia seguir adiante. Ou, como o Visão diz para ela na série: “Nem tudo foi sofrimento, não foi? E o que é o luto, se não o amor perseverando?”.

Da mesma forma, todas as vezes que pecamos contra Deus ou contra o nosso próximo, nós estamos acreditando na mentira de que existe felicidade maior do que o próprio Deus. Em vez de desfrutar de sua Criação nEle, buscamos desfrutar de sua Criação sem Ele. E assim como em algum momento, Wanda precisava voltar para a realidade. E em algum momento, cada realidade construída por nós, seja mentindo para os outros ou para nós mesmos, um dia cairá aos pedaços.

A mentira é viver fora da realidade, é buscar atalhos, é viver no engano, é tentar fugir daquilo que é concreto. E um dia, toda a casa construída sobre a mentira um dia cairá, porque a sua edificação é na areia, e só aquele que construiu sobre aquele que é a Verdade e aquele que é o Pai de toda verdade, ficará de pé.

Nosso Deus é o Deus da verdade, Ele é quem mantém a verdade e Ele mesmo é a própria Verdade. Ele mesmo é a luz que veio libertar o mundo da cegueira do pecado. Mas não apenas isso, Ele também revela os efeitos da mentira no ser humano e aponta para o caminho da retidão, da justiça com as palavras, por meio do amor.

Não adianta também mentir para si mesmo, assim como Wanda, pois um dia, tudo que é sombra será revelado pela luz. Só a Verdade do amor de Deus revelado por Jesus na cruz te libertará.