Pular para o conteúdo

Ser velho e cheio de arrependimento em ‘A origem’

No filme ‘A origem’ de Christopher Nolan (HBO Max), dois personagens se repetem uma frase que ecoa um medo que permeava o seu coração: “Você quer se tornar um homem velho, cheio de arrependimento, esperando pra morrer sozinho?“

Num mundo de sonhos dentro de sonhos, este questionamento faz os dois despertarem para a realidade, para aquilo que era mais importante na vida deles.

Da mesma forma, muitas pessoas não percebem a consequência de suas ações até a velhice, quando veem o tempo perdido e percebem que valorizaram mais o dinheiro, a carreira ou as festas do que quem realmente deveriam ter valorizado.

Alguns chegam a ter a oportunidade de refletir sobre isso, como o personagem principal de A morte de Ivan Ilich (Liev Tolstói), enquanto outros simplesmente desfrutam de uma amargura da qual não conseguem sair, como o personagem interpretado por Robert De Niro em ‘O irlândes’, de Martin Scorcese (Netflix).

Em alguns casos, a velhice não precisa nem ser o gatilho. E mesmo na juventude, o simples olhar para o passado já se configura em uma amarga tortura da mente e do coração, diante de tantas escolhas erradas e oportunidades perdidas.

A boa notícia é que não precisa ser assim para sempre. Assim como os personagens de ‘A origem’, precisamos despertar para a realidade. Mas despertar para a realidade do futuro pode ser muito difícil quando ainda carregamos fardos tão pesados de nosso passado. Onde encontrar solução então?

Olhe para a cruz.

Deposite o seu fardo na cruz. Deus é poderoso para acabar com todo o peso das decisões erradas. É bondoso para limpar nossas feridas. É paciente de nos escutar em oração. E é compassivo o suficiente de nos dar uma nova vida, onde todo o peso do passado se transforma em alegria de saber que não vivemos mais sozinhos, pois Ele estará conosco. Que nossos erros foram pagos lá na cruz, e que além da velhice, haverá uma juventude eterna com Ele.

E como receber uma nova vida (Jo 3.16)? Entregando toda a sua vida a Cristo agora. Se você não entregar todo o seu coração, a limpeza não será completa.

Depois disso, sua morte nunca será sozinha. Seu arrependimento se transformará em glória. E seus dias estarão cobertos pelas asas da graça de Deus.

Olhe para a cruz.


Por Rilson Joás para o Narniano.


Marcações:

Deixe o seu comentário

%d blogueiros gostam disto: