Início » Marrocos se junta a outros países árabes é o quarto a retomar relações com Israel

Marrocos se junta a outros países árabes é o quarto a retomar relações com Israel

Um importante passo para a paz no Oriente Médio foi anunciado esta semana pelas autoridades nacionais. Marrocos será a quarta nação árabe a retomar relações diplomáticas com Israel. E durante o ano de 2020, os Emirados Árabes Unidos, o Bahrein e o Sudão também celebraram acordos com Israel.

Os Estados Unidos foram os mediadores destes acordos por meio do presidente Donald Trump. A negociação com os Marrocos prevê o reconhecimento da soberania do estado de Marrocos sobre o território do Saara Ocidental por parte dos Estados Unidos. Atualmente este território tem autoridade disputada, e desde a retirada dos espanhóis, Marrocos clama sua soberania sobre ele.

Após os acordos, a abertura de representações nos dois países e a retomada de voos entre as nações estão entre as medidas tomadas. E o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Natanyahu, celebrou os acordos e agradeceu ao rei dos Marrocos pela calorosa relação entre os países.

Como resposta, as autoridades palestinas criticaram os acordos entre os países árabes e Israel. Segundo os palestinos, os acordos são um passo atrás no processo de libertação do seu povo. “É um pecado político que não serve à causa palestina e encoraja a ocupação a continuar negando os direitos de nosso povo”, disse Hazem Qassem, porta-voz do Hamas.

Segundo o próprio presidente, os Estados Unidos buscam levar ainda mais países árabes a adotarem posições semelhantes, como a Arábia Saudita.

Com informações do World e da Veja.

Marcações: