The Chosen continuará gravações apesar da greve dos atores em Hollywood

Nesta última semana, os atores se juntaram aos roteiristas, que já estão em greve há dois meses em Hollywood. São mais de 160 mil profissionais que se unem pela primeira vez em 63 anos em causas comuns. Mas, segundo Dallas Jenkins, criador da série The Chosen, a produção não será afetada pela greve por ser uma produção ‘verdadeiramente independente’.

Antes da greve dos atores iniciar, ele havia postado no Twitter dúvidas quanto à continuação das filmagens da quarta temporada. Logo depois, em um post no Instagram, ele explicou que havia enviado ao sindicato toda a papelada provando que The Chosen ‘se adequava a todos os critérios para receber isenção’ na greve. E que uma demora de resposta de parte da instituição custaria milhares de dólares enquanto os atores esperariam, sem poder gravar nada e sem poder receber salário. Ele reafirmou também os compromissos da produtora de sempre tratar bem os atores e de manter uma boa relação com eles.

Neste domingo pela manhã, a série teve sua isenção aprovada pelo sindicato e deve continuar operando. Pelo que parece, isso aconteceu porque a Angel Studios, responsável por The Chosen, não pertence à AMPTP, associação de estúdios que não deseja atender as demandas dos protestos.

Os roteiristas e atores pedem por residuais mais justos em casos de streamings, como a Netflix e a Disney+, que não revelam publica e honestamente a audiência de suas séries e não pagam esta espécie de bônus como a TV pagava. Isso fez o salário médio dos dois grupos cair nos últimos anos. Eles também revelam preocupações com uso de inteligências artificiais, entre outras pautas.

Já The Chosen continua sendo um sucesso desde o seu lançamento. Segundo um anúncio feito pelos criadores de The Chosen, a série ultrapassou a marca de 108 milhões de espectadores desde o seu lançamento. Número que considera as distribuidoras da Angel Studios em todo o mundo. São mais de 500 milhões de visualizações em total, das quais o Brasil é o segundo país que mais deu play na série, totalizando 75 milhões de acessos, atrás apenas dos EUA.

A primeira temporada de The Chosen está disponível na Netflix. E as três primeiras temporadas estão disponíveis gratuitamente através de um app gratuito para App Store e Play Store.

Com informações do The Verge.

Deixe o seu comentário

Rolar para cima
%d blogueiros gostam disto: